Teimosia sem sentido: Em Arraias (TO), pastor evangélico é proibido de promover aglomerações


A pedido do Ministério Público do Tocantins, por meio da Promotoria de Justiça de Arraias, a Justiça proferiu, nesta terça-feira, 19, decisão liminar que impede o pastor Claudiney Pereira Alves de promover aglomeração de pessoas em eventos coletivos no município de Arraias.

A Ação Civil Pública (ACP) foi proposta, a partir da notícia remetida pela Secretaria Municipal de Saúde informando que o pastor descumpria regras do Decreto Municipal, que impõe medidas emergenciais e restritivas de isolamento social para enfrentamento da pandemia do novo Coronavírus.

As violações das restrições foram comprovadas por meio de imagens e mensagens de áudio, inclusive de um almoço coletivo realizado, no último dia 16. 


“De uma análise dos informes do ofício da autoridade pública de saúde, fotografias e áudio, observa-se que requerido tem praticado condutas violadoras da Lei n° 13.979/2020 e do Decreto Municipal n° 056/2020 e legislação aplicável para enfrentamento da pandemia do Novo Coronavírus e doença da Covid-19 objetivando proteção da coletividade”, explicou o promotor de Justiça João Neuman na ação.

Com estes apontamentos, a Justiça impôs multa diária no valor de R$ 1 mil, em caso de descumprimento da ordem, determinou que a Polícia Militar e a Policia Civil façam cumprir as medidas estabelecidas no Decreto Municipal e que o Poder Público Municipal exerça a competência de fechar estabelecimento que esteja em desacordo com as medidas estabelecidas, independente de mandado judicial.


Comentário deste blogueiro

Passou da hora de a Justiça brasileira  ser mais dura, mesmo e até mandar prender religiosos, de qualquer matiz (evangélico, padre, espírita, umbandista) , que insistem em fazer celebrações religiosas neste momento tão delicado de pandemia mundial. 

Eles, com discursos ora religioso, ora ideológico insistem em colocar em perigo a vida de dezenas e até de centenas de pessoas. 

Nesta qualidade de líder religioso, essas autoridades deveriam era zelar pelo bem daqueles que o seguem. 

Mas fazem o contrário e contra todos: o bom senso, o respeito, o cuidado, contra a ordem sanitária, contra a ordem do Executivo Municipal.

É nessas horas difíceis e delicadas que você sabe quem é quem. 

Fez bem Promotoria de Arraias.   
WhatsApp Image 2022-06-20 at 08.21.57
WhatsApp Image 2022-07-02 at 09.04.26 (2)
WhatsApp Image 2022-07-04 at 15.17.50
WhatsApp Image 2022-07-23 at 13.43.36
WhatsApp Image 2022-07-23 at 13.45.11
WhatsApp Image 2022-08-02 at 14.46.41

Um comentário em “Teimosia sem sentido: Em Arraias (TO), pastor evangélico é proibido de promover aglomerações

  1. So faz justiça com os que precisa. Tem muita gente que mora de aluguel, tá sem trabalhar, não tem bolsa família, não recebeu auxilio emergencial, precisa de abrir o estabelecimento,só que cumprindo todas as proteções…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.